fbpx

Você provavelmente tomou a decisão de vir até aqui pra receber esses quatro segredos e nós não vamos demorar muito introduzindo, vamos ao que interessa:

1. A decisão “certa” é sempre a decisão mais rápida

pés com seta

Você nunca sabe realmente se está fazendo o movimento certo ou não.

E sinceramente isso é uma tremenda liberdade! Você nunca saberá qual a alternativa escolher de qualquer questão que fizer, então não há motivo para pensar demais.

Ou seja, o que mais importa é a velocidade. A velocidade supera tudo.

No seu dia-a-dia, esteja se movendo incrivelmente rápido. Seja rápido com seus clientes e rápido em contratar. Seja rápido em dizer “sim” para novas ideias, e em testar coisas novas com sua marca pessoal e sua empresa. Inclusive, é isso que um dos maiores empreendedores dos Estados Unidos faz, o Gary Vay-Ner-Chuk (conheça o Gary).

Muitas pessoas são prejudicadas quando estão fazendo a contratação certa, escolhendo o emprego certo ou escolhendo a estratégia correta.

O conselho do Gary para essas pessoas é o seguinte:

Em vez de tentar tomar decisões perfeitas, crie mais oportunidades.

Crie mais reuniões de 10 a 15 minutos para abrir uma ponte para novos relacionamentos. Execute mais testes de marketing para ter a oportunidade de encontrar uma estratégia que funcione. Crie o “volume” de que você precisa para ter uma chance melhor de encontrar as oportunidades que levarão ao sucesso e à felicidade, em vez de debater o que vai funcionar.

“Em vez de tentar tomar decisões perfeitas, crie mais oportunidades.”

Garyvee

2. “Debate” é muitas vezes uma insegurança disfarçada

Muitas pessoas se dizem ser “perfeccionistas” como uma desculpa para procrastinar.

Eles têm uma mentalidade de “tudo ou nada” e querem ter certeza de que é feito absolutamente “certo” e totalmente pensado antes de qualquer movimento.

Se você está debatendo entre várias opções diferentes, a resposta é bem simples:

Apenas escolha um.

Se várias opções parecem boas, tente todas elas. O Gary diz: “Eu sou bom em muitas coisas – investindo, construindo negócios, construindo marcas, lidando com pessoas, etc. – então eu faço de tudo.”

Mas para muitas pessoas, o problema é muito mais profundo.

As pessoas são “perfeccionistas” porque são inseguras. Muitas vezes, eles não têm certeza se são realmente bons naquilo em que dizem que são bons. Talvez eles tenham medo do julgamento de outras pessoas ou estejam preocupados em como eles a julgarão.

Esta é a verdadeira razão pela qual a maioria das pessoas procrastina. Eles perdem tempo ou não são motivados por causa de uma profunda falta de auto-estima, insegurança e medo das opiniões de outras pessoas. A maioria dessas pessoas não precisa de outra tática de produtividade.

Eles precisam aumentar sua força mental.

“Se você é bom em várias coisas, escolha uma e seja melhor nela.”

Garyvee

3. Tenha um “prato principal” enquanto experimenta outros sabores

hamburguer e batata fritas

Quando você doa mais de 80% do seu tempo e esforço a um só projeto e ele vai mal, isso pode fazer você desmoronar, perder a paz e te fazer desistir de tudo.

Mas se você tiver experimentando outras áreas, sempre que ocorrer algo errado no seu projeto principal isso não fará você desmoronar.

Imagine o seguinte: você está trabalhando 8h por dia pois quer ter um salário razoável para seguir seu sonho, então, quando larga você realmente trabalha nos seus projetos dos sonhos, como marketing digital por exemplo.

Mas caso um dia você tome uma decisão errada e seu negócio venha a falir, você não irá falir junto com ele, pois você tem um emprego que mantém sua renda. Isso faz com que você possa partir para um novo projeto, ou continuar com o terceiro projeto que estava em paralelo e esquecer esse segundo.

Crie “pilares” em sua carreira nos quais você pode confiar. Se você é jovem, pode estar apenas experimentando diferentes empregos, estágios ou viajando para descobrir o que gosta. Pode criar um fluxo de receita principal para o seu negócio enquanto você experimenta outros.

Mas cuidado:

Muitas pessoas estão experimentando vários sabores mas não tem um prato principal. Por causa disso, muitas delas não estão em um lugar mental onde possam absorver as perdas advindas de más decisões, e é por isso que ficam lentas.

Quando você tem um pilar central que lhe dá suporte financeiro, está mais disposto a fracassar quando se trata de tentar outras coisas. Em outras palavras, isso significa que você vai mais rápido.

4. Ficar bem com os erros em tomadas de decisões

Com relação a isso basta esses dois tópicos:

  1. Primeiro de tudo, seu erro é seu erro. Dane-se o que as pessoas pensam do seu erro, não tem nada a ver com elas.
  2. Você sabe que sua intenção está correta, se você está buscando o objetivo honestamente, com justiça e idoneidade não há motivos para ficar mal com um erro.

Por fim, se preocupe com o que faz você procrastinar. O que faz você ter dificuldade em realizar o trabalho. E porque você não está executando tão rápido.

Em muitos casos, isso é muito mais profundo que a preguiça.

Depois de descobrir isso, você tem meio caminho andado para mais velocidade de decisões.

Esse material foi adaptado do blog do Gary Vay-Ner-Chuk.

Equipe Fora do Padrão

Equipe Fora do Padrão

Blog para crescimento pessoal, desenvolvido por uma equipe que traz o máximo de agregamento da internet para proporcionar o melhor conteúdo para seus usuários.